Ecobraz Emigre

Search
Close this search box.

Cop26

img-1

Não dá para negar, os impactos das mudanças climáticas têm sido sentido na pele por cada um de nós, porém, por mais que a queima de combustíveis fósseis aconteça com objetivos finais que utilizamos no dia a dia, ainda sim é possível diminuí-la e poupar de certa forma o planeta. É diante disso que a Cop 26 entra em ação.

O que significa Cop26?

Cop, nada mais é do que a abreviação de “Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC)”, um evento que acontece todos os anos e reúne a presença de líderes vindos do mundo todo. Já a explicação do número 26 de Cop 26, se dá por ser a 26° edição do evento.

Mas a verdade é que a Cop 26 é um marco na história, afinal, ela chega trazendo propostas de ações que podem ser colocadas em prática a fim de se obter o alcance de metas, estabelecidas no acordo de Paris, acelerando consequentemente a economia de baixo carbono.

Sem contar os encontros, parcerias, trocas e fomentas que giram em torno de temas que apesar de serem importantíssimos, ainda sim, são deixados de lado pela sociedade, muitas vezes.

O que é a Cop26 e qual é a sua importância?

Diante de um grande desafio presente nos dias atuais que são as mudanças climáticas, sendo considerado por muitos até mesmo como o mais difícil dos desafios, a Cop 26 (26° conferência do clima da ONU), ocorrida em Glasgow, na Escócia, teve como objetivo principal encontrar soluções e ações que possam ser realizadas com a finalidade de combater esse desafio.

É justamente nestes encontros promovidos pela Cop 26, que acordos são firmados, por exemplo, o Acordo de Paris, que aconteceu em 2015, na Cop 21 mais de 190 países se comprometeram a diminuir de alguma forma a emissão dos gases responsáveis pelo efeito estufa.

Passo muito importante e decisão muito séria a ser tomada por esses países, visto que infelizmente estamos vivendo a década mais quente da história, com aumento significativo na temperatura geral da Terra de 1,1 grau para 2,0 graus. O objetivo é reverter essa situação, e voltar a marca de 1,5 grau.

Se esta meta de manter “1,5 grau viva” pudesse ser atingida, nós teríamos condições bem melhores de vida, falando a respeito do meio ambiente como um todo.

Porém, infelizmente houve resistência de alguns países que não abraçaram essa causa e se essa crescente emissão dos gases não diminuir é possível que elas cheguem ao limite logo na próxima década.

Qual o objetivo da Cop26?

A Cop 26 tem como objetivo conscientizar um número cada vez maior de pessoas, a ponto delas se incomodarem tanto com os atuais problemas que afetam o nosso meio ambiente, a ponto de reverem e mudarem suas atitudes, as quais mesmo sendo pequenas, quando feitas em conjunto contribuem para que possamos viver em um lugar melhor.

E de fato, felizmente, segundo a pesquisa “Mudanças climáticas na percepção dos brasileiros”, realizada pelo Ibope, foi constatado que 92% dos brasileiros têm conhecimento que o aquecimento global é uma realidade e 77% deles compreendem que ele é causado principalmente pela ação humana.

E depois de levar essa conscientização para as pessoas, a Cop 26 atua ainda mais forte, desta vez, criando estratégias capazes de se mostrar eficientes nessa missão de remover o carbono da atmosfera em escala global, a qual tem sido realmente necessária, diante de nossa atual situação.

Quais são as principais conquistas da Cop 26?

Entre as principais conquistas da Cop 26, podemos citar o comprometimento de 120 países em conter e reverter a atual situação de desmatamento até meados de 2030, países esses, que reunidos, totalizam 90% das florestas do mundo.

Outra grande conquista veio por parte dos Estados Unidos e União Europeia, que se comprometeram a reduzir a emissão de gás metano em seus territórios. Vale destacar também, que mais de 100 países concordaram em reduzir a emissão de gases que agravam o efeito estufa, igualmente até 2030.

Qual foi o resultado da Cop 26:

Podemos destacar como sendo o principal resultado da Cop 26, a aprovação e adoção do Glasgow Climate Pact, com definições de cunho político na direção de respostas climáticas mais ambiciosas.

Onde demanda que os países monitorem as suas emissões de gases tóxicos e percebam se ela está compatível com os objetivos que a conferência defende.

Por que as discussões sobre o clima são tão urgentes e necessárias?

Bom, a causa de todos os problemas citados acima, ou pelo menos da maioria deles, se deu com a Revolução Industrial, onde daí em diante passamos a utilizar carvão e petróleo para o sustento de nosso desenvolvimento econômico.

E esse foi justamente o tema que a Cop 26 abordou em seu evento, trazendo assuntos sobre essa emissão desordenada dos combustíveis fósseis, que tem sido cada vez maior, agravando assim os índices de efeito estufa e aumentando a temperatura global.

E esse aumento resulta em incidentes meteorológicos como as geadas extremas no inverno que destroem lavouras, fenômeno predominante na região sul e sudeste, as enchentes na Europa que fizeram um alto número de vítimas e a nuvem vermelha de poeira acompanhada de fortes ventos que assustou a população paulista da cidade de Franca, por exemplo.

E o pior de tudo é que nós mesmos somos responsáveis por essa desordem, nós estamos destruindo aos poucos o nosso próprio lar que é o planeta Terra. E isso foi comprovado até mesmo pelo IPCC, Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas.

Por isso, não se esqueça de que pequenos gestos e atitudes que para você podem parecer simples e sem sentido, a longo prazo e com a união de todos, tem potencial de causar impacto positivo tanto ao meio ambiente, como também para a saúde humana.

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compensar sua emissão de CO2 com o projeto de Reciclagem de Eletrônicos da Ecobraz Emigre pode ser benéfico por várias razões: