Ecobraz Emigre

Search
Close this search box.

Logística Reversa

img-1

O que é logística reversa ?

Logística reversa é o processo de recolhimento, descarte e reaproveitamento de embalagens, produtos e materiais diversos.

Em outras palavras, logística reversa nada mais é que o descarte adequado de objetos que não tem mais utilidade. Com o aumento das vendas online, as pessoas têm cada vez mais descartado vários itens no meio ambiente, para evitar que haja maiores danos na natureza as empresas implementam a logística reversa.

Quais os benefícios da logística reversa?

Como a logística reversa tem vários processos como a coleta de materiais recicláveis e devolução de produtos defeituosos, também apresenta muitos benefícios, tais como redução de custos, marketing positivo, economia de recursos, cumprimento da lei e fabricação de produtos melhores

1 – Redução de custos

A redução dos custos ocorre devido a melhoria nos processos, o que reduz a necessidade de armazenagem, transporte e até mesmo da aquisição de novos itens, já que existe a recuperação desses materiais.

2 – Marketing positivo

O uso da logística reversa traz à empresa uma imagem de uma companhia voltada à sustentabilidade, de modo que atraia maior reputação e mais consumidores conscientes.

3 – Economia de recursos

Com a reutilização de itens a empresa consegue reduzir significativamente o uso de recursos naturais utilizados para a produção dos artigos.

4 – Cumprimento da lei

Segundo a lei imposta pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), empresas que trabalham com setores como agrotóxicos, produtos eletrônicos, baterias e outros, são obrigadas a implantar uma política de logística reversa, portanto a execução da lei é um dos vários benefícios.

5 – Melhoria dos produtos

Com a logística reversa produtos que retornam por causa de pequenos defeitos, falhas na produção e uso de embalagens mais complicadas, são retirados e melhorados de forma que a reciclagem seja mais fácil e a companhia use uma menor quantidade de matérias primas.

Quais são os tipos de logística reversa?

Para implementar a logística reversa a empresa tem que saber qual é a ideal para atender suas necessidades. Existem três tipos de logística. A pós-venda, a pós- consumo e a de reuso:

1 – Logística reversa de pós-venda

É o retorno de produtos à cadeia de distribuição, que foram pouco ou não utilizados pelo cliente devido a erros de produção e entrega, ou até mesmo pequenos defeitos, de modo que o produto volte para ser consertado e pode ser revendido pelo mesmo valor ou tendo um pequeno aumento.

2 – Logística reversa pós-consumo

Esse processo se caracteriza pela coleta ou retorno de produtos ao fabricante, uma vez que já foram utilizados pelos clientes.

As empresas que têm esse processo encaminham as mercadorias para descarte, caso esse produto não possa ser reutilizado ou ter partes que são reaproveitáveis, dessa forma a quantidade de matérias descartadas irregularmente é bastante reduzida.

3 – Reuso

A logística de reuso consiste em uma nova destinação a produtos como livros, móveis e até carros, que podem ser leiloados pela empresa caso estes estejam em boas condições. Essa prática traz dois benefícios que são a diminuição do descarte inadequado e uma renda extra para a empresa.

Quais as etapas da logística reversa?

As etapas da logística reversa dependem da empresa e do tipo de produto. Estas etapas seguem uma regra baseada em coleta, classificação, processamento e destino.

1 – Coleta

É a devolução do produto pelo cliente, podendo ser feita de dois modos. O cliente pode ir até um posto de recolhimento da empresa e deixar o produto ou a companhia pode disponibilizar um transporte para coletar o item.

Nos dois modos o ideal é ter atenção para que seja um processo fácil para o cliente, garantindo assim a satisfação.

2 – Classificação

Nesta etapa os produtos são separados de acordo com seu estado para diferenciar quais produtos podem ser reaproveitados, quais devem ser descartados e quais itens devem contar apenas com um pequeno ajuste para que volte ao consumidor.

3 – Processamento

Os materiais são separados de acordo com seu objetivo, depois são avaliados para determinar se podem ser reutilizados em outros produtos ou se vão direto para a reciclagem.

4 – Destino

Depois de serem distribuídos para os destinatários, os materiais que serão reutilizados podem voltar para a empresa ou ir para a manufatura para gerar novos objetos a partir das peças antigas.

Contudo, os artigos que foram destinados a eliminação devem ser enviados a uma empresa própria que faça a eliminação correta e reciclagem correta dos materiais, para que evite um impacto ambiental.

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compensar sua emissão de CO2 com o projeto de Reciclagem de Eletrônicos da Ecobraz Emigre pode ser benéfico por várias razões: