Ecobraz Emigre

Search
Close this search box.

Tipos de Lixo

img-1

Você sabia que existe uma grande diversidade de tipos de lixo?! Afinal, todo material que é descartado por já não possuir mais utilidade recebe este nome. No entanto, de modo geral, esses lixos podem ser classificados de acordo com fatores como: composição e destino, fatores que contribuem para a coleta seletiva ocorra e também que haja a preservação do meio ambiente.

E quando esses lixos (independente de qual tipo seja), são descartados de forma inadequada contribuem para o aumento dos problemas ambientais, tais como: contaminação do solo, das águas e também do ar, além do acúmulo de lixos que podem gerar enchentes e outros transtornos.

Lixo doméstico

Até mesmo aqueles lixos comuns, gerados em nossos lares, recebem uma denominação, você sabia?! Também chamado de lixo residencial, o lixo doméstico abrange todo tipo de material gerado nas residências, como: papéis, vidros, materiais orgânicos (como madeiras e restos de alimentos), embalagens e outros.

Vale ressaltar, que aqueles medicamentos com data de validade vencida não podem ser descartados nos lixos domésticos e sim em lixos hospitalares, tendo em vista, que eles têm grande potencial de contaminação dos lençóis freáticos, colocando em risco a saúde humana, a sobrevivência de animais e o meio ambiente como um todo.

Lixo orgânico

O lixo orgânico possui origem biológica e vem de matéria viva, sendo assim, ele é destinado para resto de alimentos, sementes, dejetos humanos, folhas e papéis usados. Por este motivo, esse tipo de lixo é descartado principalmente por residências e também por estabelecimentos comerciais.

E você sabia que o lixo orgânico também pode ser reciclado?! Pois bem, eles podem sim ser reciclados, dando origem a outros itens como ração de animais, por exemplo. Mas não para por aí, até mesmo os seus gases emitidos podem ser aproveitados, acredita?! Isso mesmo, o gás metano é muito utilizado na produção do biogás, um combustível menos poluente.

Lixo Verde

Pode-se dizer que o lixo verde é uma espécie de lixo orgânico, tendo em vista, que se trata de uma matéria orgânica. Mais especificamente, estamos falando de um tipo de lixo proveniente principalmente da poda de árvores, que resulta em galhos, folhas, troncos e cascas, por exemplo.

Pode não parecer, mas esse tipo de lixo quando destinado a compostagem pode ser utilizado em processos importantes como: a produção de adubo orgânico e até mesmo a confecção de objetos de artesanato, pensa só, que máximo! Porém, infelizmente, no Brasil, a maioria desses lixos é destinada principalmente aos aterros sanitários.

Lixo reciclável

O lixo reciclável é caracterizado por aqueles materiais que podem passar pelo processo de reciclagem, em que há a transformação em materiais com uma nova funcionalidade ou até mesmo em matérias-primas que darão origem a um outro item. Esse tipo de lixo vem principalmente dos comércios, das indústrias e das residências também.

Por isso, é tão importante separarmos o nosso lixo e destinarmos eles à coleta seletiva, fazendo isso, além de estar contribuindo para o meio ambiente, também estamos ajudando na geração de novos empregos. E como exemplo de lixo reciclável, podemos citar garrafas PET, papelão, vidro, papéis de jornais e revistas, embalagens plásticas e outros.

Lixo comercial

Como o próprio nome já diz, o lixo comercial vem do setor de comércio e serviços, como: lojas, bancos, escritórios e restaurantes, por exemplo. Esse tipo de lixo gerado pelo terceiro setor é composto principalmente por papelões, papéis, plásticos e também resto de alimentos.

Você sabe a diferença entre o lixo comercial e o lixo público?! Se trata de uma diferença mínima, já que os públicos também são destinados para papelões, papéis, plásticos e resto de alimentos, porém, também abrangem entulhos, galhos, folhas, terra, móveis e outros materiais.

Lixo industrial

Esse tipo de lixo é proveniente do setor secundário, ou seja, das indústrias. O lixo industrial podem receber alguns tipos resíduos como: produtos químicos, óleos, cinzas, gases, metais, tecidos, plásticos, vidros, borracha, papéis, madeira, isso vai depender da atividade de cada indústria, o bacana é que esses resíduos quando descartados de forma correta, podem ser reutilizados até mesmo por outras indústrias.

E você sabia que aqueles lixos provenientes de construção civil também se encaixam nesta categoria?! Pois bem, apesar de serem considerados como lixo tóxico (ou lixo especial), tendo em vista, materiais como pilhas e agrotóxicos utilizados neste processo, eles também podem ser descartados junto aos resíduos industriais.

Ainda sobre esse tema, vale destacar uma triste informação obtida pelo “Departamento de Resíduos Sólidos do Ministério do Meio Ambiente”, o qual constatou que o Brasil recicla somente 13% dos resíduos industriais gerados em todo o país.

Lixo hospitalar

Assim, como o próprio nome sugere, o lixo hospitalar são resíduos provenientes de hospitais e clínicas médicas, tais como: seringas, agulhas usadas, materiais cirúrgicos usados, curativos, sondas, restos de medicamentos, fraldas e até mesmo partes do corpo humano decorrente de algum processo cirúrgico podem ser encontrados neste tipo de lixo.

Sendo assim, estamos falando de um lixo perigoso, pois pode apresentar contaminação e consequentemente, transmitir doenças, caso haja o contato com pessoas. Por isso, é de suma importância realizar o descarte correto deste dejetos, encaminhando-os para empresas especializadas no tratamento de lixo hospitalar, onde geralmente, eles são incinerados.

Lixo nuclear

O lixo nuclear é produzido principalmente nas usinas nucleares, que geram resíduos como sobra de urânio que se encaixa nesse tipo de lixo. No entanto, oque pouca gente sabe é que existe um lugar bem conhecido que também gera esse lixo, você tem um palpite?! Estamos falando dos laboratórios de exames clínicos, onde podemos dar exemplos dos aparelhos de raio-x.

De modo geral, o lixo nuclear deve ser tratado com o máximo de rigor em todas as suas etapas, sendo elas: transporte, tratamento e isolamento, de acordo com as normas internacionais de segurança. Pois somente assim qualquer tipo de acidente e contaminação podem ser evitados.

Lixo espacial

O lixo espacial nada mais é do que objetos artificiais de diferentes tamanhos e pesos que já não possuem mais utilidade e por esse motivo estão na órbita da Terra. Esse tipo de lixo forma uma espécie de nuvem sobre o nosso planeta e se movimenta a uma velocidade em torno de 35 mil km/h.

Restos de foguetes e ferramentas perdidas por astronautas são alguns exemplos desses lixos. Porém, a chance desses resíduos atingirem a Terra resultando em estragos e até mesmo mortes, felizmente, são mínimas. O risco maior é da colisão com satélites (como aqueles de previsão do tempo, por exemplo), o que pode comprometer a sua funcionalidade e resultar em ainda mais lixo espacial.

Lixo químico

Você saberia me dizer ao menos um exemplo de lixo químico? Essa pergunta costuma ter o “não” como resposta, porém esse tipo de lixo é muito comum e presente em nosso cotidiano, oque não sabemos é que eles se encaixam nesta categoria, entre eles podemos citar: produtos de limpeza, tintas e solventes.

De modo geral, é considerado como sendo lixo químico, todo aquele subproduto que é produzido a partir de operações industriais que podem ser prejudiciais ao meio ambiente e a saúde humana, quando realizados de forma incorreta, ou ainda originados de processos químicos.

Lixo eletrônico

É considerado como lixo eletrônico todos aqueles resíduos gerados a partir do descarte de produtos eletrônicos que já não possuem mais utilidade ou ainda que estão sendo substituídos por um aparelho mais novo e moderno, tendo em vista que essa área só cresce e a sua diversidade só aumenta.

Temos como exemplo desse tipo de lixo os computadores, notebooks, impressoras, televisores, rádios, celulares, fornos, microondas, geladeiras, tablets, relógios eletrônicos, brinquedos eletrônicos e diversos outros itens que compõem esse universo tão vasto que é o universo digital.

Um dos grandes desafios atuais é a destinação correta para esses tipos de resíduos, afinal, eles possuem metais como ouro, cobre, alumínio e outros materiais que podem fazer mal ao meio ambiente e também a saúde humana. E se você tem esse tipo de lixo em casa, encaminhe-os até a gente, aqui seu eletrônico terá uma destinação responsável.

Ah, e não se esqueça de que todos os outros tipos de lixo mencionados acima precisam ter um descarte correto em?! É o mínimo que podemos fazer pelo nosso meio ambiente!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compensar sua emissão de CO2 com o projeto de Reciclagem de Eletrônicos da Ecobraz Emigre pode ser benéfico por várias razões: